Inês Lourenço

Inês Lourenço (Porto, 1942)

Para além de se ter dedicado à divulgação da poesia portuguesa contemporânea, e de outras línguas, nos Cadernos de Poesia – Hífen (1987-1999), que fundou e editou, destacam-se os seguintes títulos, da sua obra poética: «Câmara escura» (breve antologia organizada por Manuel de Freitas, Lisboa, Língua Morta, 2012), «Coisas que nunca» (Lisboa, & etc, 2010), «A disfunção lírica» (Lisboa, & etc, 2007), «Logros consentidos» (Lisboa, & etc, 2005), «A enganosa respiração da manhã (Porto, Asa, 2002), «Um quarto com cidades ao fundo» (poesia reunida 1980-2000, com vinte inéditos, Famalicão, Quasi, 2000), «Teoria da imunidade» (Porto, Felício & Cabral, 1996) e «Os solistas» (Porto, Limiar, 1994).

Blogue: www.logrosconsentidos.blogspot.pt

Na Companhia das Ilhas: Ephemeras (micro-histórias, azulcobalto 005, 2012)

%d bloggers like this: