Jaime Rocha

Jaime Rocha (Nazaré, 1949)

Jaime Rocha (Nazaré, 1949)

Estudou na Faculdade de Letras de Lisboa e viveu em França nos últimos anos da ditadura.
Na poesia publicou, entre outros livros, Beber a Cor; A Pequena Morte/Esse Eterno Canto (díptico com Hélia Correia); Do Extermínio e a Tetralogia da Assombração: Os Que Vão Morrer; Zona de Caça; Lacrimatória e Necrophilia. No final de 2012 publica Mulher Inclinada com Cântaro.
Na ficção destacam-se os romances A Loucura Branca; Anotação do Mal e A Rapariga Sem Carne.
No teatro editou duas dezenas de peças, entre elas, O Jogo da Salamandra; Casa de Pássaros; Transviriato; O Mal de Ortov; Seis Mulheres Sob Escuta; Homens Como Tu; Morcegos e Azzedine. Foi galardoado com o Grande Prémio APE de Teatro 1998, com O Terceiro Andar, texto incluído no volume O Construtor. Em 2004 recebe o Grande Prémio Português de Teatro, com Homem Branco Homem Negro. Em 2011 edita em Coimbra, com a colaboração da APEC, Associação Portuguesa de Estudos
Clássicos, Agamémnon – A Herança das Sombras e Filoctetes – A Condição do Guerreiro, os dois primeiros volumes da sua Trilogia da Guerra, uma revisitação aos mitos gregos.

Na Companhia das Ilhas: O Regresso de Ortov (teatro, azulcobalto/teatro 012, 2013).

Participação em POESIA, UM DIA (Setembro de 2014)

Anúncios
%d bloggers like this: