ÀS VEZES É UM INSECTO QUE FAZ DISPARAR O ALARME

Nuno-Costa-Santos-LivroÀS VEZES É UM INSECTO QUE FAZ DISPARAR O ALARME, de Nuno Costa Santos

colecção transeatlântico 001 | poesia

ISBN 978-989-8592-00-2 | 1ª edição – Maio de 2012

11×15 cm | 44 páginas |  6,45 euros

 

EXCERTO

Um homem às vezes muda.

Varia.

Repensa e desvaria.

Desaloja despachos, palpites, humores.

E enche a casa de outros.

Como se o gesto fosse conveniente.

Um homem às vezes muda.

E é mal-entendido.

Porque um homem, em geral, não muda.

É de homem um homem não mudar.

Um homem às vezes muda.

Diz que sim.

Deixem-no mudar.

[ Um homem às vezes muda ]

Anúncios
%d bloggers like this: