A BORBULHA NO RABO. POEMAS TERRÍVEIS PARA MENINOS TERRÍVEIS

Gez-Walsh-BorbulhaA BORBULHA NO RABO. POEMAS TERRÍVEIS PARA MENINOS TERRÍVEIS, de Gez Walsh. Versão portuguesa de Helder Moura Pereira

colecção do outro lado do espelho 001 | poesia

ISBN 978-989-8592-36-1| 1ª edição – Outubro de 2013

14 x 22 cm | 96 páginas | 14 euros

EXCERTO

O Papalvo

Tou-me a ralar em ir pá escola,
é qu’eu tenho uma cabeça que é do melhorio.
Os profes não me ensinam népias,
porque tenho uma cabeça maior do que o Rossio.
Prefiro ficar em casa
a ver tv,
aí é que s’aprende o que faz falta,
não é nos livros e outras pecarias
que são uma chatice pa toda a malta.
E quando os putos todos forem quescidos
têm de fazer inzames,
e depois acabam a escola
e começam a fazer planos pó futuro.
Uns vão pá univessidade,
outros vão trabalhar, cá o artista não,
vai ficar sentadinho a ver tv
porque não é o papalvo qu’eles são.

%d bloggers like this: